Teve início na última segunda-feira, 9 de março, a Campanha de Vacinação contra HPV em Atibaia, uma ação promovida pelo Ministério da Saúde e que conta com o apoio da Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde. A vacina será aplicada gratuitamente em meninas de 9 a 11 anos. A imunização também será oferecida para garotas e mulheres portadoras do vírus HIV, na faixa etária dos 9 aos 26 anos de idade, e para a população indígena feminina, com idade entre 9 e 13 anos.

Durante a campanha, os postos de saúde aplicarão a vacina no atendimento de rotina. Para se vacinar é preciso comparecer com o cartão de vacinação e RG. Para ficar totalmente protegida, as meninas devem tomar três doses da vacina, sendo que a segunda dose deve ser tomada após seis meses, e a terceira dose, cinco anos após a primeira. Já as portadoras do vírus HIV devem tomar a segunda dose depois de seis meses da primeira aplicação e a terceira seis meses após a primeira tomada.

No Brasil, espera-se vacinar 4,94 milhões de meninas entre 9 a 11 anos e ainda 33,5 mil mulheres de 9 a 26 anos com HIV. “Importante ressaltar que adolescentes de 12 e 13 anos que ainda não completaram a vacina iniciada em 2014 e também as que estão hoje com 14 anos e iniciaram a vacina no ano passado, mas não tomaram a 2ª dose, podem ser vacinadas”, informou a gerente da Divisão de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, Dra. Rita Bergo.

“O papilomavírus humano (HPV) é um vírus capaz de causar lesões de pele e mucosas e, quando não tratado corretamente, pode evoluir para casos de câncer de útero. Essa campanha é muito importante, uma vez que a eficácia da vacina é superior a 95%, oferecendo uma maior proteção contra a incidência do câncer de colo de útero e reduzindo drasticamente os casos desse tipo de câncer e, consequentemente, a taxa de mortalidade”, explica Dra. Rita.

De acordo com o Atlas de Mortalidade por Câncer no Brasil, publicação do Ministério da Saúde e do Instituto Nacional do Câncer (Inca), o número de mortes por câncer do colo do útero no país aumentou 28,6% em 10 anos, passando de 4.091 óbitos, em 2002, para 5.264, em 2012. Estudos apontam também que 270 mil mulheres, no mundo, morrem devido à doença.

“A intenção é que a vacina seja uma aliada das ações para a prevenção do câncer do colo de útero, a segunda principal causa de morte por tumores entre mulheres no Brasil”, afirma a secretária de Saúde, Maria Amélia Sakamiti Roda.

HPV-ilustra2-300x200

Fonte: Prefeitura da Estância de Atibaia – http://atibaianovo.com.br/comeca-campanha-de-vacinacao-contra-hpv-para-meninas-de-9-a-11-anos/