Na primeira Sessão Ordinária de setembro fiz uso da Tribuna para, mais uma vez, levar ao conhecimento dos nobres pares e à população o descaso da Administração Pública.

Frente a isso me manifestei da seguinte forma:

Prezados Vereadores e Vereadora, senhoras e senhores.

É com muita tristeza e indignação que faço uso da palavra nesta noite.

Não é primeira vez, e temo que não será a última, que o Prefeito Municipal, Saulo Pedroso de Souza, encaminha à Câmara informações incompletas e desrespeitosas.

Há poucos meses fiz uso da Tribuna para relatar o mesmo problema, oportunidade em que outros Vereadores informaram que também estavam passando pela mesma questão.

Acredito que alguns Secretários da Prefeitura e o senhor Prefeito não saibam ou não se atentaram que o Vereador é o representante do povo.

Por óbvio então vemos que os questionamentos feitos pelos Vereadores correspondem à indagações feitas pela população de Atibaia.

E, por consequência, as respostas encaminhadas aos mesmos são em verdade aos Munícipes.

Feitas estas considerações, acreditamos que o Prefeito e sua equipe direta, pelo o que percebemos, não tem a preocupação com a transparência, honestidade e seriedade que a sociedade e as normas legais exigem.

Independentemente das respostas vergonhosas que temos recebido com frequência sejam para a população, os governantes devem o mínimo de respeito para com qualquer um. Ou seja, mesmo que as respostas fossem para o Paulo Catta Preta elas devem ser claras, completas e respeitosas.

Para exemplificar o descaso e quiçá somente desatenção da equipe e do Prefeito, dou como exemplos grosseiros a resposta ofertada ao Requerimento nº 257/14 que indagou sobre o plantio e compensação ambiental.

A reposta do Prefeito transmite as informações prestadas pela Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente, a qual informou que a competência para responder é da Secretaria de Infraestrutura.

Agora pergunto: onde está a resposta da Secretaria de Infraestrutura? Ela foi questionada?

Em outro caso o Secretário de Transportes informou que Atibaia tem grande número de veículos (90 mil) e apenas 10 fiscais atuando, razão pela qual a Secretaria não consegue atender toda a demanda.

Que “é impossível estar em todos os lugares e ver todas as coisas ao mesmo tempo”. Que esta situação é “comum em qualquer município porque não existe nenhum meio de tornar a fiscalização onipresente.”

Quanto ao estacionamento irregular de veículo na Praça Claudino Alves, o Secretário declarou também que a reclamação é “totalmente improcedente”, pois a foto foi tirada de madrugada e neste horário não atrapalha ninguém, além do fato da fiscalização não atuar neste período.

Podemos ainda citar a resposta apresentada pela Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente que ao ser indagada em diversos pontos sobre a obra do Jardim do Lago, nos respondeu: “as informações sobre a obra de revitalização do Complexo Urbanístico Lago Vereador Domingos Vergana, no bairro Jardim do Lago, consta na placa da obra …”.

Em todos os casos novos questionamentos foram feitos à Prefeitura.

Não obstante, peço que os Secretários e o Prefeito fiquem mais atentos ao que transmitem para a Câmara e população em geral.

Obrigado.’

Paulo Catta Preta.